Skip to Content

Governo dificulta ampliação do SAMU

  • user warning: Table 'ranp3.scheduler' doesn't exist query: SELECT * FROM scheduler WHERE nid = 8977 in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/scheduler/scheduler.module on line 497.
  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 0.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 0.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 0.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

(1'19'' / 309 Kb) - São Paulo é o único estado do Brasil que não paga o financiamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). O serviço, que existe desde 2003, faz parte da Política Nacional de Urgências e Emergências e é financiado de forma conjunta pelo governo federal e pelos estados e municípios. Em São Paulo, com a não contribuição da cota pelo governo do estado, os municípios são obrigados a arcar com as despesas municipais e estaduais.


50% do custo do SAMU é financiado pelo governo federal e os outros 50% devem ser divididos entre estados e municípios. Em audiências para discutir o orçamento do estado de São Paulo para 2011, prefeitos mostraram insatisfação com o pagamento da conta estadual. O posicionamento do governo, segundo eles, impede que os municípios façam novos convênios com o governo federal e ampliem a extensão do atendimento do SAMU.


Os profissionais do SAMU atendem a população na rua ou em domicílio nos casos de emergência. O serviço chega a até 106 milhões de brasileiros em todas as regiões. E quem quiser solicitar o atendimento pode ligar gratuitamente no número 192.


De São Paulo da Radioagência NP, Aline Scarso.


12/08/10