Skip to Content

Mercado dos agrotóxicos, legislação e irregularidades

  • user warning: Table 'ranp3.scheduler' doesn't exist query: SELECT * FROM scheduler WHERE nid = 9571 in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/scheduler/scheduler.module on line 497.
  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 0.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 0.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 0.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

(9’32”/ 4,37 Mb) - O Brasil é o principal destino de agrotóxicos proibidos no exterior, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU). Pelo menos dez variedades vendidas livremente aos agricultores, no Brasil, não circulam na União Europeia e Estados Unidos. Para fabricantes e fornecedores, os riscos de prejuízo são mínimos. Desde 2002, apenas quatro produtos foram barrados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Um exemplo é o endossulfam, uma substância considerada altamente tóxica e associada a problemas reprodutivos. Por isso é vetado em 45 países. No entanto, a comissão formada pela Anvisa, Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) e Ministério da Agricultura decidiu que o produto será banido somente em 2013. Em 2009, o Brasil importou mais de duas mil toneladas do endossulfam, de acordo com a Secretaria de Comércio Exterior. Para a gerente de normatização da Avisa, Letícia Silva, isso é resultado da pressão das empresas.

“A pressão sempre é no sentido de avaliar mais rápido determinado produto, para que ele possa chegar ao mercado mais depressa e passar à frente de outras empresas. No caso de reavaliação, existe pressão para o produto não ser reavaliado. Isto significa poder tirá-lo do mercado. Isso ocorreu tanto no âmbito político, com tentativas de sustar a reavaliação toxicológica iniciada pela Anvisa, como também no âmbito judicial. As empresas ingressaram com três ações diferentes para impedir a reavaliação daqueles 14 produtos agrotóxicos que Anvisa colocou em avaliação em 2008.”

A pressão das empresas passa por diversas instituições. Em 2010, as empresas Shell e Basf conseguiram reverter uma condenação bilionária, que indenizava ex-funcionários de uma fábrica de agrotóxicos de Paulínia, que ficaram doentes por conta do contato com os produtos químicos. A presidente do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável do Rio Grande do Sul, Regina Miranda, avalia que a legislação está sofrendo modificações a partir dos interesses das empresas.

“A regulamentação não é clara. E ela vem mudando progressivamente, numa postura de criar essa confusão dos legisladores para judiciar o uso irregular. Numa hora, o agrotóxico é proibido, mas liberam o genérico dele, que recebe outro nome científico e é liberado, mas o nome comercial é proibido. Existe uma confusão em tudo isso. Pouca capacidade do Estado de acompanhar, regular e capacitar agricultores para o uso. Então, ele contamina o trabalhador da indústria que fabrica, contamina o agricultor que o utiliza, no solo, e as pessoas que bebem água contaminada e comem os alimentos com agrotóxicos.”

Um total de 2.195 marcas de agrotóxicos estão registradas no Brasil. Segundo o sindicato do setor, 400 toneladas de produtos sem registro já foram apreendidas desde 2001. O comércio ilegal movimenta R$ 500 milhões por ano.

Letícia Silva, da Anvisa, explica como é o processo de adulteração, a partir do exemplo da empresa israelense Milenia, autuada, em 2009, por fabricar agrotóxicos com formulação diferente da permitida.

“Ela buscou o registro com uma formulação. Aquela formulação colocava o produto como extremamente tóxico. Ela apresentou uma nova formulação e obteve o registro do produto como ‘classe 3’, que é medianamente tóxico. Era um produto utilizado na cultura do fumo, um antibrotante, inibidor de crescimento. Nós tínhamos coletado o produto no mercado e o submetido a uma análise. O INC, da Polícia Federal, constatou que a formulação do produto não era a mesma que havia sido registrado. Quando chegamos [na linha de produção], constatamos que ela tinha adulterado a fórmula e estava produzindo uma fórmula sem registro, que é um produto ‘classe 1’, extremamente tóxico”.

O monocultivo é o principal destino dos agrotóxicos. O integrante do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) Frei Sérgio Görgen afirma que a política de crédito beneficia a monocultura e impõe dificuldades para a produção diversificada.

“Uma única cultura agrícola em uma enorme extensão é induzida pelo crédito, pelos insumos, pela rede de compra e pela indústria. Você quase não consegue sair disso. E quando é soja, é só transgênica, não tem semente convencional. Não tem insumo para manejo de cultivo convencional. Então, o agricultor é obrigado a fazer. E se um assentamento estiver numa região dessas, a maioria ou produzirá soja ou estará fora do mercado. Há uma indução forçada, uma pressão do modelo econômico e político do país para que o monocultivo tome conta de algumas regiões.”

O uso dos agrotóxicos está ligado também ao comércio dos transgênicos. Dados do primeiro semestre de 2010 do Ministério da Agricultura apontam que, de cada quatro variedades de milho lançadas no mercado, três são transgênicas.

As novas variedades de sementes transgênicas surgiram com a promessa de reduzir o consumo de agrotóxicos. Para o coordenador do Greenpeace Iran Magno, o processo foi inverso.

“A promessa era a de que as sementes transgênicas trariam benefícios ao meio ambiente, porque diminuiriam o uso de agrotóxicos. Mas o que está surgindo - e é um fenômeno que já acontece no Brasil- o uso intensivo de glifosato estimulou o desenvolvimento de algumas ervas daninhas resistentes a este produto, as superervas; e os produtores estão utilizando agrotóxicos cada vez mais agressivos ao ambiente e à saúde. Na região Sul, por exemplo, há agricultores utilizando o 24-D, que é um dos ingredientes do ‘Agente Laranja’. Então, o surgimento destas superervas já enterrou as promessas de que os transgênicos iam trazer benefícios ao meio ambiente e à economia do produtor. Eles estão comprando mais agrotóxicos e utilizando os mais agressivos.”

Para a pesquisadora da Universidade Federal do Ceará (UFC) Raquel Rigotto, nem mesmo os grandes produtores suportam o alto custo dos agrotóxicos.

“O preço dos venenos tem sido um custo importante para as empresas. Hoje, elas já começam a se interessar por tecnologias de agricultura orgânica, não por princípio ético de respeito à natureza, mas por causa do custo dos agrotóxicos nos processos de produção dela. Na produção de abacaxi, este custo é de 45%. A reversão desse quadro depende da imposição de limites para esse modelo produtivo. E estes limites devem ser colocados pelo Estado.”

Pesquisas apontam que a disponibilidade de nutrientes fundamentais para a saúde é menor em alimentos produzidos com agrotóxicos. Além disso, o organismo humano não é capaz de eliminar os resíduos ingeridos. A atriz Priscila Camargo considera que o problema não pode ser encarado com naturalidade.

“Nós estamos consumindo, segundo pesquisadores importantes – gente da maior seriedade –, cinco litros de agrotóxicos por ano, cada pessoa. Já pensou em você ficar tomando um lixo químico? A situação é muito grave. Eu fiquei muito impressionada com as informações. A população não tem acesso a isto, porque a grande imprensa não divulga. Nós temos direito a um alimento de qualidade, temos direito a um alimento natural, a uma água natural, como Deus fez.”

Reportagem: Jorge Américo.

Março de 2011.

Acesse a versão em texto das reportagens e baixe o arquivo em MP3 da sério especial " Os perigos dos agrotóxicos no Brasil."

Programa 01 -
Os modelos agrícolas em disputa

Programa 02 - O papel das grandes empresas no mercado dos agrotóxicos

Programa 03 - Mercado dos agrotóxicos, legislação e irregularidades

Programa 04 - Os danos dos agrotóxicos ao meio ambiente

Programa 05 - Impactos dos agrotóxicos na saúde dos trabalhadores do campo

Programa 06 - Contaminação dos alimentos e a saúde pública

Programa 07 - A campanha nacional contra o uso de agrotóxicos

Ficha técnica:
Coordenação geral: Danilo Augusto.
Reportagens: Danilo Augusto, Jorge Américo, Maria Mello, Pedro Carrano e Raquel Casiraghi.
Revisão de conteúdo: Edilson Dias Moura e Igor Felippe.
Locução: Ana Manuella Chã, Alécio Oliani (vinhetas) e Jorge Américo.
Arte: Aldo Gama e Marina Tavares.
Sonoplastia: Adílson Oliveira e Jorge Mayer.

Comentários

nice

awesome post guys :D keep it upbest tamil chatdesi chat forumcool :D

nice

awesome post guys :D keep it upbest tamil chatdesi chat forum

I could use this write-up on

I could use this write-up on my other website. I will link it back to your website though.Great Thanks.ataturk airport to taksim

These articles and blogs

These articles and blogs are genuinely sufficiency for me for a day.styleonpicture.nl

Your writings, articles,

Your writings, articles, blogs I mean over all contents is must read matter.steroids for sale

Peckham has always had a bit

Peckham has always had a bit of a reputation infinitely more humble version of Snapback Hats Outlet Studio 54, with snapback caps instead of tiaras. Also in town for the night is Kerb, the street-food collective based in King’s Cross that has decided to cross the There’s always been a lot of crossover now between sportswear and streetwear (think snapback hats, jerseys, shoes My favorite Streetwear caps streetwear brands are Stussy and Obey, and you can find cheap streetwear on bargain sites such as jackthreads.com and It can be anything baseball, from autographed caps to a Styrofoam coffee cup used by NHL Snapback Hats Joe Torre Some collector items like cheap snapbacks are produced in mass and can be purchased at Beanies Knit Hats retail stores or specialty shops in the big-box malls. Menswear-inspired blazers, plaid bow ties and patchwork-print snapback hats. McIlroy says her sartorial goal is to According to one server, it’s the Cheap Cowboy, a tall boy paired with NBA Snapback Hats a Pall Mall cigarette. Beats a plastic Despicable Me figurine. Graphic t-shirts aren’t en vogue anymore, and snapback hats have replaced fitted caps as the preferred Another 30 percent of sales are wholesale to other stores that want to carry the Motivation brand — of which there are currently over 80 such In the pictures posted online NFL Snapback Hats , Rob and Kristen can be seen wearing nearly identical snapback hats and Ray-Ban sunglasses while Kristen We can reveal that a punter, who was at the cheap boozer last night, reckons the estranged couple chose Leather Snapback the venue .The week of Far Cry 4's release saw some interesting reactions to MLB Snapback Hats Pagan Min's presence in the game an empty transition (turns wank hat to 'snapback') that only weighs heavy on those left alive Anime & Cartoon Snapbacks . Like the pink-suited one, you've slaughtered your way Mitchell & Ness San Antonio Spurs Black Solid Script Snapback AdjustableHat Fitted Hats .That means Nike hats (20 pounds) of all different styles and editions Baseball Caps ; flat bill New Era types, broken-in caps, snapback, whatever is to sell the "American" experience of American football. "We set up for the Premier League matches too Bucket Hats . Welcome to the Hibbett Sports, Inc. Third Quarter 2014 Conference Call The license apparel has been -- had a more challenging quarter, specifically tied to the downstream of Kids Snapback Hats . Men's Collegiate license apparel was soft.

johnwilliams

Beautiful collection of happy new year 2016 pics,images, messages, quotes, sms,wishes, greetings, photos and wallpapers for sharing with friends and family membershappy new year 2016 pics ,   happy new year 2016 message      

thanks for sharing with us

Parabéns por essa série de

Parabéns por essa série de reportagens, um ótimo artigo, vou recomendar || festa do pocoyo

The core and even purity in

The core and even purity in this particular very important area of interest will be readily experienced. advise enjoy blog.ถุงซิปล็อค