Skip to Content

Vídeos debatem a validade da privatização da Vale do Rio Doce

  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

(1'34'' / 371 Kb) - Um documentário sobre o leilão da Companhia Vale do Rio Doce está disponível na internet. O filme que pode ser assistido no site do Youtube, está dividido em três partes intituladas “A história da Vale”, “A Campanha a Vale é nossa!” e “A Vale e a questão indígena”.

O material foi produzido por entidades, movimentos sociais e profissionais da área de áudio-visual de vários estados do país, com o objetivo de mobilizar a sociedade para o Plebiscito pela Anulação do Leilão da Vale que acontecerá em todo Brasil na primeira semana do mês de setembro. Outra função do documentário é informar, divulgar o formar interessados em participar da campanha "A Vale é nossa".

A Vale do Rio Doce foi leiloada em 1997, período em que governo do ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso (PSBD), encabeçou uma política que foi responsável pela privatização de aproximadamente 70% do patrimônio nacional. A Vale que era avaliada em R$ 92 bilhões, foi vendida por pouco mais de três bilhões.

Atualmente circulam na Justiça 107 ações que questionam a legalidade do leilão. O Tribunal Regional Federal de Brasília pretende apurar se houve vícios no edital de venda e se a empresa foi sub-avaliada no negócio.

De São Paulo, da Radioagência NP, Juliano Domingues.

25/07/07